Dupla é presa após fingir ser senadora e vice-governadora do Ceará para aplicar golpes em políticos. — Foto: Reprodução

Dupla é presa após fingir ser senadora e vice-governadora do Ceará para aplicar golpes em políticos

Uma mulher de 30 anos e um homem, de 22, foram presos suspeitos de aplicar golpes fingindo ser a vice-governadora Jade Romero e a senadora Augusta Brito — ambas do Ceará. Entre as vítimas dos golpes, estão prefeitos, parlamentares e associações beneficentes, conforme a Polícia Civil. A prisão aconteceu na última quinta-feira (9), mas foi divulgada nesta segunda-feira (13).

A Polícia Civil explicou que, após contactar as vítimas, eram oferecidas falsas doações, consumado o prejuízo financeiro. As investigações se iniciaram há cerca de seis meses, logo após o registro dos Boletins de Ocorrência (BOs). As vítimas só perceberam que tinham caído em um golpe quando realizavam o pagamento.

Também foram apreendidos dispositivos eletrônicos e 434 gramas de pasta base de cocaína, além de ser determinado o bloqueio judicial de um milhão de reais. Com os detalhes da ação criminosa, os policiais civis em ação conjunta, conseguiram identificar os alvos, que são residentes do Maranhão e Piauí, mas que aplicavam golpes em diversos estados, inclusive no Ceará.

As prisões fazem parte da Operação “O Clone” da Polícia Civil do Ceará, por meio da Delegacia de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC), com apoio das polícias civis do Maranhão (PCMA) e do Piauí (PCPI). Os suspeitos agiam nos estados do Ceará, Acre, Bahia, Alagoas, Tocantins, Minas Gerais e Mato Grosso.

Na quinta-feira, os investigadores saíram em campo para cumprir nove mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão preventiva. As ações policiais aconteceram contra alvos que estavam na cidade de Timon, no Maranhão.

Com isso, um mandado de prisão preventiva foi cumprido, em desfavor da mulher, de 30 anos. Bem como foi cumprido outro mandado de busca e apreensão, que também resultou na prisão em flagrante de um homem, de 22 anos, que estava em posse de drogas. A identificação deles não foi repassada.

Ainda durante a ofensiva, foi determinado o bloqueio judicial de valores dos envolvidos no montante de R$ 1 milhão. Com isso, o homem e a mulher foram colocados à disposição da Justiça. O trabalho investigativo continua para prender os demais partícipes deste esquema criminoso.

(Fonte: G1 Ceará)

Outras Notícias

Disputa pela Prefeitura de Fortaleza em 2024 pode ser a primeira sem mulher candidata em 12 anos

Os partidos podem lançar candidatura à Prefeitura de Fortaleza até o dia 5 de agosto, último do prazo para a realizaç...

Mutirão do TRE em Fortaleza encerra nesta quarta-feira

O mutirão do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) aos eleitores em Fortaleza ocorre até esta quarta-feira (8...

Cármen Lúcia é eleita presidente do TSE

A ministra Cármen Lúcia foi eleita nesa terça-feira (7) para o cargo de presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TS...

Programa para setor de eventos é prorrogado e vai à sanção

O Senado Federal aprovou nesta terça-feira (30) o projeto de lei que prorroga o Programa Emergencial de Retomada do S...