Mil sutiãs especiais para mulheres mastectomizadas serão distribuídos em Fortaleza. — Foto: Prefeitura de Fortaleza/Reprodução

Mil sutiãs especiais para mulheres mastectomizadas serão distribuídos em Fortaleza; saiba como receber

Mil sutiãs especiais para mulheres mastectomizadas (ou seja, que passaram pela cirurgia de retirada da mama) serão distribuídos pela Prefeitura de Fortaleza. As peças são feitas por costureiras de um projeto social chamado Costurando o Futuro, que leva oportunidades para pessoas em situação de vulnerabilidade. A entrega será realizada na segunda-feira (30), no Hospital da Mulher de Fortaleza (Hospital e Maternidade Dra. Zilda Arns Neumann).

 

A iniciativa acontece em alusão ao Outubro Rosa. O objetivo é contribuir com a autoestima das mulheres que enfrentam o câncer de mama e as dificuldades para adquirir sutiãs adequados. As mulheres carentes de Fortaleza que passaram pelo processo de mastectomia podem fazer o pedido do sutiã entrando em contato pelo Whatsapp (85) 9.98739-3052 (não recebe ligações).

 

Centro de tratamento de câncer em Fortaleza oferta 100 atendimentos gratuitos

Os sutiãs especiais têm o objetivo de trazer mais conforto, facilitando a respiração da pele e acelerando a cicatrização de cortes cirúrgicos. "Por trabalhar com mulheres e incentivando-as a fazer o autoexame, nós entendemos que é necessário trabalhar a autoestima. Uma mulher mastectomizada que foi acometida pelo câncer de mama, muitas vezes não tem a condição de ter um sutiã adaptado”, explicou Cássia Vasconcelos, coordenadora do Projeto do Costurando o Futuro.

 

Rosemary Costa, costureira do projeto, considerou o momento como importante para ajudar outras mulheres. “Estou fazendo essas peças com muito amor, parei o que eu estava fazendo para me dedicar a isso porque é muito importante. Ninguém sabe o dia de amanhã, então vai ser um presente para quem vai receber e para nós que estamos fazendo”, disse.

 

"Com essa iniciativa pretendemos induzir que outras pessoas se solidarizem com a causa e também ajude essas mulheres que tanto precisam", declarou o secretário do Desenvolvimento Econômico, Rodrigo Nogueira.

 

A iniciativa conta com apoio da Secretaria Municipal dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, através da Coordenadoria de Políticas Públicas para as Mulheres e da Secretaria Municipal da Saúde.

 

(Fonte: G1 Ceará)

Outras Notícias

Mortes por leptospirose chegam a 13 no Rio Grande do Sul

Aumentou para 13 o número de mortes provocadas por leptospirose em consequência dos temporais e cheias de rios no Rio...

Saúde lança campanha de prevenção ao uso de cigarros eletrônicos

O Ministério da Saúde e o Instituto Nacional de Câncer (Inca) lançaram a campanha de prevenção ao uso de cigarros ele...

Planos de saúde prometem reverter cancelamento unilateral de contratos

Representantes do setor dos planos de saúde prometeram reverter os recentes cancelamentos unilaterais de contratos re...

Menstruação segura ainda é desafio no Brasil, indica Unicef

Uma enquete do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), concluiu “que o direito de menstruar de maneira dign...